domingo, 13 de novembro de 2011

O figueirense da ABFM Luís “Porkito” Pereira vai representar Portugal no DropKnee

Luis "Porkito"Pereira

Formado em Engenharia Industrial pela Universidade Católica Portuguesa, Baterista da Banda Lulas Belhas, Skater por hobby, fotografo e câmara por necessidade, Bodyboarder por opção. Luís “Porkito” Pereira é o homem dos sete ofícios.
O atleta natural da Figueira da Foz, Buarcos, foi convocado pela primeira vez para representar Portugal nos ISA World Bodyboard Games que vão decorrer em Galdar, Ilhas Canárias, de 30 de Novembro a 4 de Dezembro.
“Porkito” como é conhecido na modalidade é sem duvida um dos melhores atletas nacionais. O atleta figueirense criou a sua própria imagem. Cintando uma revista do ramo: “ Porkito fiel a si próprio”, este é o seu lema. Que fique claro – o rapaz segue-o à risca. 
Representar Portugal é sonho de longa data: "desde que comecei a competir, aos 14 anos, sempre sonhei fazer parte da selecção, e representar o meu país a fazer o desporto que amo”, disse "Porkito". 
No entanto, nem tudo são vitórias, e as desilusões são o travo amargo de quem trabalha, e por algum motivo não consegue chegar aos objectivos autopropostos: “aos 18 anos fui Campeão Nacional de Juniores. Nesse ano houve o Europeu Júnior de Selecções em que não fui convocado. Na altura fiquei muito triste, pois tinha trabalhado para ser campeão, e assim representar Portugal. Mas agora ao fim deste tempo todo lá consegui ser seleccionado. Estou muito contente. É um orgulho fazer parte da selecção nacional de bodyboard”, confessa o atleta. 
Quando questionado sobre as expectativas. “Porkito” é claro: "são altas, não vou lá para perder!"
Luís “Porkito” Pereira destaca a qualidade da onda onde vai competir e defender as cores nacionais: “Fronton é talvez a melhor onda do mundo para praticar Bodyboard. Mas, estou a falar do estilo Prone (deitado na prancha). No DK a conversa já é outra. É muito raro ver alguém a fazer DK em Fronton. É uma onda muito perigosa, o que torna o estilo de DK muito mais difícil e perigoso.”
Como é habitual, e bem ao sei jeito “Porkito” vai mais longe e promete: “nem que venha cheio de sangue para casa, mas vou dar tudo o que tenho e não tenho para trazermos o ouro para Portugal.”


Também aqui, aqui, aqui, aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

Joana&André